Relação mente e corpo

Quando analisamos o ser humano em um todo podemos compreender que praticamente tudo o que afeta o corpo físico vai afetar também a mente e vice-versa;  quando alguém está triste todo seu organismo estará fraco, ou seja, falta energia para se fortalecer. A base para se ter uma vida saudável nada mais é que a harmonia entre energia, mente e corpo.

Sem título

Os exercícios físicos realizados como uma “terapia corporal”  ajudam a restabelecer este equilíbrio entre corpo/mente/energia, trabalhando com os estados emocionais e energéticos do corpo.

A mente e o corpo de uma pessoa funcionam como sistemas complementares para expandir os sentimentos de bem estar e prazer de cada um. Ou seja, quando algo acontece de diferente no corpo, a mente determina seu significado, o traz para a realidade e cuidar de definir como vai ser sua liberação para o mundo.

“Temos um corpo ou somos um corpo”? É muito importante lembrarmos que o corpo não é um objeto, ele está sempre se transformando e a consciência que temos dele é alcançada quando o conhecemos. Só podemos conhecer o corpo quando temos consciência corporal. Esse conhecer é tanto psicológico, biológico, social ou cultural.

Em toda campanha de publicidade, seja ela qual for, somos bombardeados com imagens de modelos com corpos bonitos, e ter um “corpo perfeito” transformou-se num fator de aceitação social, e por consequência numa necessidade. Surgirá sempre uma comparação entre o que vemos, o que somos e o que gostaríamos de ser, seguida de decepções. Estas comparações levam a uma baixa auto estima e uma imagem corporal negativa, partindo daí as pessoas passam a levar uma vida muito menos saudável, pois o equilíbrio entre o físico e a mente é necessário para obter o bem-estar geral.

Essa ligação com a natureza tropical e corpos a mostra, faz com que todos procurem cada vez mais a perfeição, o culto ao narcisismo. Esse apego com o exterior, o corpo, o belo, faz com que cada um se distancie aos poucos do seu interior, atrapalhando diretamente a ligação entre o corpo e a mente. Pois o indivíduo deixa de ser ele mesmo e passa a ser um esteriótipo.

Em resumo, aceitar-se e trabalhar ser o que realmente se é um ótimo caminho para ter uma boa relação entre sua mente e seu corpo!

Como fazer isto? É um assunto para os próximos posts… ;)

De olho no glúteo médio

Olá, pessoal!

O post de hoje é voltado principalmente para os corredores de plantão, uma tentativa de alerta e até mesmo correção. O que mais vejo são corredores fortalecendo os quadríceps (músculos das coxas) e gastrocnêmios (músculos das panturrilhas) para melhorar a performance e resistência da musculatura durante as corridas, mas acabam esquecendo do principal estabilizador da pelve, o glúteo médio.

O glúteo médio fica na superfície externa do ílio (parte lateral a pelve), e tem como ação abdução (“abrir” a perna) e rotação medial da perna (virar a pontinha do pé para dentro).

Glúteo médio 2

O músculo glúteo médio quando se caminha e corre, como já dito anteriormente, é o de estabilizar a pelve durante a fase de balanço (quando um pé é tirado do chão para avanço da perna). Quando o glúteo médio está fraco é como se o quadril “caísse” para um lado no momento em que a perna é retirada do apoio do chão. Essa fraqueza pode acarretar vários problemas biomecânicos nas estruturas articulares.

Na figura A, que está abaixo, a pelve está neutra e os músculos glúteos médios estão fortalecidos, agora olhe para a figura B e observe como fica a marcha de uma pessoa com fraqueza de glúteos médios. Agora imagine as articulações dos joelhos, quadril e coluna quando os músculos responsáveis pela estabilização durante a marcha não estão trabalhando adequadamente. Agora pense nisto reproduzido milhares de vezes durante os treinos de corrida…

Glúteo médio

Abaixo está um vídeo que publiquei no Instagram com dois exercícios para fortalecer os glúteos médios:

Ambos os exercícios são feitos de lado e o corpo fica apoiado no antebraço (cotovelo-punho) esquerdo e lateral do pé esquerdo.

No primeiro é feita uma prancha lateral, onde o corpo fica o tempo todo apoiado do antebraço e lateral do pé esquerdo, a ação se dá por abdução (abrir) da perna e do braço direito.

No segundo exercício o corpo fica inicialmente com sua lateral esquerda toda apoiada no chão, antebraço esquerdo apoiado, mão direita apoiada e perna direita com o joelho dobrado. A ação se dá por levantamento do quadril e retirada também do apoio do joelho esquerdo do chão, em seguida abdução da perna direita, que continua dobrada.

Resistência Cardiorrespiratória

Muitas vezes quando estamos iniciando um exercício físico que necessita de certa agilidade e um movimento contínuo do corpo (aeróbicos como corrida, bicicleta, corda, dança, entre outros) ficamos cansados rapidamente, principalmente pela respiração que fica ofegante e parece que nos “falta o ar” para dar continuidade. Como é natural de nós seres humanos sermos ansiosos, acabamos pensando que aquilo não faz nosso tipo e muitas vezes nos convencemos de que nunca vamos dar conta de realizar corretamente aquela atividade.

anigif

MAS NÃO É HORA DE DESISTIR!!!!

Insista! É hora de melhorar sua resistência cardiorrespiratória!

Mas o que é isso de “resistência cardiorrespiratória”, minha gente?

Para entendermos o que é resistência cardiorrespiratória precisamos saber o que é sistema cardiorrespiratório primeiro! Este nome cardiorrespiratório nada mais é que a junção do nome de dois sistemas do nosso corpo o cardíaco + respiratório, esta junção foi feita devido a grande dependência que um tem do outro.

A dependência dos dois sistemas surge porque várias partes do nosso corpo necessitam de oxigênio e quem o transporta até elas é o sangue. Como? As células do nosso corpo precisam de oxigênio para que tenham a energia para sobreviver. Para ser levado até as células o oxigênio é fixado e transportado pelas hemácias (unidades morfológicas contidas no sangue) até próximo das células, neste momento ocorre a troca gasosa, ou seja, as células ficam com o oxigênio e delas é retirado o dióxido de carbono e transportado novamente pelo sangue até que chegue aos pulmões, soltando o gás carbônico e entrando novamente na circulação sanguínea o oxigênio, reiniciando o ciclo.

A partir deste pequeno resumo, podemos agora entender como Resistência Cardiorrespiratória: O trabalho muscular será eficiente de acordo com a capacidade que os pulmões, coração e vasos sanguíneos tem de oferecer oxigênio e nutrientes para eles. Ou seja, quanto mais nos movimentarmos mais nossa musculatura vai precisar de oxigênio e nutrientes para fazer seu trabalho, e se realizarmos os exercícios regularmente mais preparado ficará o coração, o coração ficando mais ficando mais forte menos vezes ele vai precisar “bater” para realizar suas funções e assim ficaremos cada vez menos cansados durante as atividades físicas e de vida diária (até mesmo na faxina! rs).

Para aumentar a resistência cardiorrespiratória é necessário praticar exercícios que recrutem um grande número de músculos por um tempo contínuo. Se a intensidade do exercício físico aumentar, seja em relação ao tempo e/ou ao ritmo, a musculatura também aumentará o seu consumo de oxigênio.

É preciso “educar” o sistema cardiorrespiratório fazendo exercícios regularmente, pelo menos 2 vezes na semana, melhor ainda se 3 vezes. Iniciando com tempos que variam de 10 a 20 minutos, podendo aumentar a duração do exercício de acordo com que a resistência cardiorrespiratória for aumentando. Estes são os chamados exercícios aeróbicos (Aeros = ar e Bios = vida), pois durante sua execução há um aumento do consumo de oxigênio pelo organismo.

*Aeróbios ou aeróbicos?

Os dois existem na língua portuguesa e são sinônimos.

*Comer e olhar no espelho pode fazer mal ao coração?

A menos que se assuste ao olhar no espelho com tanta beleza, comer e não poder olhar no espelho é apenas um mito muito antigo.

*Comer e praticar atividade física faz mal?

Depende da quantidade e do tipo de alimento ingerido e a intensidade de atividade.

Quando é ingerido uma grande quantidade de alimentos em que os mesmos também sejam “pesados” a digestão demorará mais para ocorrer. O estômago quando está cheio precisa de muito sangue para realizar a digestão e se o exercício for de maior intensidade a musculatura também vai precisar de muito sangue. Os dois (estômago e músculos) vão começar a competir pelo sangue, isso pode causar uma indigestão e mal estar.

 

ALERTA

Exercícios físicos devem ser realizados regularmente! Realizar exercício físico intenso apenas uma vez na semana ou um dia a cada duas semanas ou um mês pode acarretar vários problemas. É prejudicial!

Espero que vocês tenham gostado do tema de hoje e que possa ajuda-los a entender melhor à respeito.

Mil beijos e até a próxima! :*

 

A dica é: Pule corda!

Praticidade ao se exercitar e queimar calorias

 

Junto com o Pilates sempre oriento meus pacientes a realizarem também uma atividade aeróbica, seja a caminhada ou bicicleta, que são as atividades mais comuns. Metade segue o conselho e a outra metade (não pasmem com a resposta) não. Fiquei então pensando no que poderia incluir de aeróbico em nossas aulas que pudesse queimar uma boa quantidade de calorias e sem precisar sair do lugar. Foi então que veio uma luz e com ela uma voz: CORDA!

BORA PULAR CORDA, GALERA!!!!!!!

DSC09992

Podendo queimar até mais calorias (dependendo do tempo e intensidade) que uma corrida ou bicicleta. Pular corda melhora equilíbrio, coordenação motora, aumenta a resistência cardiovascular, estabilidade articular, agilidade, fortalecimento das pernas e dos braços, além de perder muitas calorias e ser uma boa aliada para quem pratica outras atividades aeróbicas que necessitem de mais agilidade, mais no popularmente chamada de “esperteza”! rs

Eu sei que estava bom demais para ser verdade, mas infelizmente a corda tem sim suas contraindicações. Por ser um exercício de ritmo acelerado e com um contínuo impacto dos pés com o chão, a corda é contra indicada para os hipertensos, obesos e para os que já tem problemas nas articulações do tornozelo, quadril e, principalmente, nos joelhos.

Outro risco de pular corda é refente o tamanho da mesma. Simmmm, a corda tem que estar de acordo com a altura de cada um, senão o risco de tropeçar, “enroscar” ou bater a corda na testa é bem maior.

Tamanho da corda

  • Para pessoas de até 1,5m: 2,45m de corda
  • Para pessoas de 1,50m a 1,80m: 2,65m de corda
  • Para pessoas acima de 1,80m: 2,85m de corda

sem mais enrolações, agora vamos falar de calorias!

Gasto energético:

  • Pulando 30 minutos: você perde uma média de 350 calorias
  • Pulando 1 hora: você perde uma média de 750 calorias

Após ler este texto aposto que a primeira coisa que muitas pessoas vão fazer é… Pular corda! rs Muitos estarão determinados aos 30 minutos, os mais corajosos vão enfrente mesmo é 1 hora! Mas se não conseguir pular nem 1 minuto não fique triste pois, como já dito antes, a corda é um exercício de ritmo rápido e é preciso preparar o seu corpo antes de enfrentar uma maratona de corda. Por isso vou mostrar a vocês a forma como fui começando a pular corda e conseguindo cada dia pular mais um pouquinho.

Lembrando que é muito importante pular na garagem ou quintal, lugar onde se tenha mais espaço para não ficar batendo nos objetos. É também necessário dar o intervalo de uma dia entre um sessão de corda e outra, para que a musculatura possa descansar e no outro dia possa dar seus pulos com boa qualidade!

Preparo físico:

  • Primeira semana: As sessões das primeiras semanas vão ter a duração de 5 minutos.

Segunda-feira: 5 minutos de corda, pular 10 vezes e depois dar uma pequena voltinha e pular mais 10, assim por diante até chegar aos 5 minutos (a voltinha é pela aceleração dos batimentos cardíacos).

Quarta-feira: 5 minutos de corda, pular  de 20 em 20 vezes. Lembrando que nos intervalos é necessário dar uma voltinha!

Sexta-feira: 5 minutos de corda, pular de 30 em 30 vezes. Não se esqueça das voltinhas!

  • Segunda semana: Nesta semana já vai perceber que o seu corpo já vai estar bem mais resistente, mas ainda não é a hora de pular 5 minutos direto.

Segunda-feira: 5 minutos de corda, pular de 40 em 40 vezes, e nos intervalos as voltinhas!

Quarta-feira: 5 minutos de corda, pular de 50 em 50 vezes e dar suas voltinhas no intervalo!

Sexta-feira: 5 minutos de corda, pular de 60 em 60 vezes e não se esquecer das voltinhas!

  • Terceira semana: Nesta semana dividi os 5 minutos em dois tempos: para cada 2 minutos pulando corda direto 30 segundos de descanso. Na sexta-feira já estava quase conseguindo os 5 minutos direto.
  • Próximas semanas: É hora de começar a aumentar o tempo, a partir de agora cada um terá seu ritmo e tempo. Indico para passar dos 5 minutos para os 10 minutos, pois assim preparará melhor seu corpo para mais pulos. Ainda sim é necessário dar uma pausa entre os minutos que se consegue pular, e nesta pausa a voltinha, pois agora, até mais do que antes, o aceleração dos batimentos cardíacos é bem maior.

Não se esqueça de olhar para frente (de preferência em um ponto fixo) enquanto estiver pulando, pois ajuda no equilíbrio e na concentração para ter coordenação motora. Pular com as pontas dos pés amortece o impacto sobre as articulações e também sobre a coluna. Ter uma boa postura é fundamental, sempre que vou pular corda contraio também o abdômen e o bumbum afim de proteger minha coluna lombar.

Espero que vocês tenham gostado das dicas de hoje e que possa despertar um interesse em vocês para a prática desse esporte que é super antigo, mas ao mesmo tempo não há nada mais atual e divertido para se exercitar sem sair de casa!

Qualquer dúvida é só entrar em contato pelo email do blog: blogdalari@live.com

Estarei à disposição para ajudar no que for preciso!

Mil beijos e até a próxima!

 

 

 

Quem gosta de doce é doce?

doces

E quem gosta de doce é doce? Quem gosta de azedo é azedo? E quem gosta de salgado é o quê, minha gente?

Passei uma grande parte da minha vida gostando e tendo desejos mirabolantes por comidas salgadas (principalmente as com recheio de frango! Humm…), tinha horas que do nada vinha aquele desejo incontrolável de comer uma coxinha, uma torta de frango, e assim que podia já ia correndo pra padaria providenciar 1, 2 ou 3, ops…

Mas o engraçado é que de uns tempos pra cá meus desejos mudaram e o que era salgado virou doce, comecei a sentir então um desejo insaciável por doces, qualquer um. Além de estar começando o frio e é claro que isso também influencia e vontade de comer chocolates, por exemplo, mas com esta mudança de paladar senti também que mudava um pouco mais meu humor, passei a me sentir um pouco mais alegre e disposta. Será?

O fato é que alguns estudos já feitos nos Estados Unidos concluíram que quem tem mais gosto por doces são pessoas mais agradáveis e prestativas, não necessariamente extrovertidas, mas que estão mais dispostas a ajudar os outros.

Apareceu em uma das pesquisas também que quem prefere outros tipos de alimentos não pareceu ser sociável na mesma proporção que os doceiros. Então seria mesmo doce o doceiro? Apesar dessa diferença de comportamento, os pesquisadores ressaltaram que a boa vontade de ajudar os outros não é uma consequência da sensação de recompensa criada pelo doce.

Maaaas devemos levar em consideração que nas pequisas as pessoas avaliadas eram americanas com seu clima e a cultura, então não se sabe se o resultado daria o mesmo se comparado a outros países.

frases_sobre_abraco

 

 

 

Na MTC (Medicina Tradicional Chinesa) a explicação pelas pessoas gostarem de diferentes sabores vem a partir das cinco formas de movimentos de energia da natureza, que são: Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água. Considerando o ambiente em que vivemos, o nosso estado físico e emocional em relação ao mundo e a nossa personalidade vão influenciar no que desejaremos comer.

Como os alimentos se sobrepõem: o fogo controla o metal, o metal controla a madeira, a madeira controla a terra, a terra controla a água e a água controla o fogo.

Metal

Quem tem predominância da energia do metal gosta de sabores picantes como gengibre e o alho. No que se refere ao seu estado emocional, a pessoa com este tipo de predominância poderia estar triste e para compensar este estado emocional é só escolher os alimentos do elemento Fogo que controla o metal, como os alimentos de sabor amargo.

Água

A energia da água e o gosto pelos salgados. Geralmente o elemento Água está relacionado a quem está vivendo um momento de medo, até mesmo pânico e para controlar este tipo de sentimento pelos alimentos é só preferir os alimentos de sabor doce que pertencem ao elemento Terra que é o que controla a Água.

Madeira

As pessoas que gostam mais dos alimentos azedos certamente tem predominância pela energia da madeira, relacionada a pessoas com o sentimento de raiva. Como o Metal é o que controla a Madeira, são os alimentos picantes que vão compensar este estado emocional.

Fogo

Os “foguentos”, vamos assim chamar, são os de gosto amargo e são aqueles que sentem muita ansiedade. Para controlá-la basta apagar a chama com os alimentos do elemento Água que são os de sabor salgado.

Terra

Pessoas que têm predomínio da energia Terra podem ser mais preocupadas, são mais racionais e gostam mais de doce. Para eliminar a preocupação basta comer alimentos de sabor azedo, do elemento Madeira que controla a Terra.

* E o azedo cura o “azedo”?

Na MTC diz-se que quando a pessoa está com o fígado sobrecarregado, fica “azeda”. A ingestão de alimentos com este sabor relaxa o fígado e reduz a irritabilidade.

Este sabor tem função adstringente, refresca o organismo, diminui a transpiração excessiva e tem o potencial para acalmar a mente excitada. Sucos cítricos como de laranja, limão, kiwi, abacaxi e tangerina, além de serem boas opções para dias quentes, também são boas opções para “refrescar” o humor.

Seja pra se sentir doce, azedo ou salgado, ser picante ou calminho… rs Tem coisa melhor que tomar um delicioso chocolate quente com este frio? Se é pra passar o sabadão em casa então não existe melhor escolha!

Um doce fim de semana pra vocês! <3

 

“De que o mel é doce eu me nego a afirmar, mas que parece doce eu afirmo plenamente.”

Raul Seixas

A influência da alimentação sobre a saúde da pele

Beleza de dentro pra fora: Saiba quais os alimentos ajudam a manter sua pele linda e saudável

De que adianta um look de arrasar se o cabelo estiver opaco, a pele suja, as unhas quebradas…? O que a maioria das mulheres faz é gastar horrores com tratamentos e medicamentos e acabar deixando de lado a parte mais importante: a alimentação. A maioria desses infortúnios do cotidiano feminino podem ser contornados com uma alimentação balanceada.
O cuidado deve começar de dentro pra fora. Já que a pele é o maior orgão do nosso corpo, e também o que fica mais exposto, nada mais justo que cuidar com carinho para mantê-la saudável e bonita. Uma alimentação rica em frutas, vegetais e água (muita água), é pode te ajudar a abandonar a grande parte dos cosméticos que entulham seu banheiro.
Pra isso, é importante que alguns nutrientes sejam priorizados. Os antioxidantes, por exemplo, atuam no combate dos radicais livres que prejudicam as células, causando o envelhecimento e outros problemas. Uma dieta rica nesses nutrientes, muito presentes nas frutas de cor vermelha, ajudam a retardar o envelhecimento das células e ainda a manter o cabelo saudável! Não é um sucesso?
tumblr_static_tumblr_static_3q113s0o3k84ksc4cs88og044_640
O Betacaroteno é outro importante antioxidante pra pele, pois no intestino se transforma em vitamina A que, entre outros benefícios, atua na restauração da pele pois participa na formação de novos tecidos. Nesse caso, a melhor escolha são legumes e frutas de cores intensas como cenoura, abóbora, manga, e beterraba (dica: cozinhando a beterraba por uns 4 minutinhos, você potencializa a absorção de betacaroteno pel organismo).
O Cobre é um mineral que promove a maturação de colágeno e atua na síntese elastina, ambos responsáveis pela resistência e elasticidade da pele. Logo, a presença de cobre na alimentação é um importante aliado contra a flacidez da pele. Coloque mais grão-de-bico, nozes, lentilha, amendoim e cacau no seu dia-a-dia.
Pra quem tem pele seca, vale investir no ômega 3. Ela é uma gordura boa que, quando em falta no organismo, acaba contribuindo para o ressecamento. Também é ligada ao bom funcionamento do cérebro – melhora a concentração, as habilidades motoras e a memória além de aumentar a motivação e os reflexos. Incrível, né?! Onde encontrar? Nos peixes de águas frias (atum, arenque, bacalhau, salmão, truta), sementes (como a chia), nozes e óleo de linhaça.
frufruta
Não podemos deixar de fora as vitaminas! A pele adora a vitamina C e a vitamina E. São antioxidantes naturais, protegem contra os danos dos raios ultravioleta, aumentam a capacidade de cicatrização e a produção de colágeno (nos vemos mais tarde, rugas). Frutas cítricas, tomates, brócolis, pimentões são fontes de vitamina C (que tal tentar aquela água morna com limãozinho de manhã, em jejum? Além de cuidar da pele, ainda ajuda a limpar o organismo). A fonte mais conhecida de Vitamina E é o gérmen de trigo, mas ela também pode ser encontrada em óleos vegetais (amendoim, milho, girassol), nas nozes, castanha do Pará, abacate, sementes e grãos, além de vegetais de folhas verdes.
Pra finalizar, essa receita de suco é pra você ficar com pele de bebê. Claro, se aliado à uma boa alimentação ;) Nós adoramos! Anota:
2 maracujás
8 morangos
1 fatia de manga
1 folha de couve
1 colher de sopa de linhaça dourada
1 copo de água de coco
Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva com pedrinhas de gelo. Não precisa nem coar, fica sensacional!
Pra conferir mais dicas e receitas, acessem nosso blog – www.frufruta.com.br – ou instagram – @frufruta.

header2

16 motivos para você praticar Pilates

Eiii, pessoal! Hoje como toda praticante/professora e apaixonada por Pilates resolvi puxar a sardinha pro meu lado (risos) e contar a vocês 16 motivos que vão animar a todos a praticar o querido Pilates.

Dou aulas de Pilates há mais ou menos dois anos, por um semestre fui monitora na faculdade e assim que me formei fiz questão de montar o meu também, agora em maio já vamos completar um ano e meio! Yupiii!

Sou simplesmente apaixonada por tudo que me movimenta, as atividades físicas estão presentes em todos os meus dias, em algumas ocasiões tiro um tempinho até mesmo no domingo para a prática de alguma. Gosto muito do Pilates por trabalhar muito com alongamentos e ajudar bastante na minha postura, como sempre brinquei sou uma girafa escorrida (risos) e nem sempre é fácil de manter a postura correta. Amo por me acalmar, mesmo depois daquele dia agitado. E sempre sempre vocês podem me ver tirando uma foto ou outra da cabeça pra baixo, adoro os exercícios no ar, acho que é por isso que quando criança já era danadinha pra subir em árvores, já estava lá decidindo uma aixão pra vida adulta! rs

DSC098501

 

insta

Hoje em dia tenho cerca de 40 alunos, cada um com sua particularidade, sua evolução e forma da fazer pilates e posso garantir a vocês que não há satisfação maior do que ver seu trabalho dando resultados, seja no tratamento de certas de doenças, na prevenção ou na definição do corpo. É um privilégio ver as meninas saindo de lá felizes da vida. Haja força e muito suor! rs

Pilates

 

Abaixo listei os que, acredito, que sejam os melhores e principais motivos para se praticar o Pilates:

 

  1. O Pilates melhora a postura. Pilates coloca muita ênfase no alinhamento adequado durante o exercício. Isso o torna mais consciente do seu corpo e da posição correta do seu corpo em todos os momentos.
  2. O Pilates ajuda pessoas que têm dor nas costas. Além de poder ser um grande aliado dos Fisioterapeutas no tratamento das pessoas com lesões nas costas ou quaisquer condições graves, como hérnia de disco ou graves desvios posturais, o Pilates também pode contribuir muito para o alívio das dores nas costas devido a um estilo de vida sedentário, rigidez muscular e tônus ​​muscular;
  3. O Pilates ajuda a perder peso. O Pilates sozinho pode não fazer você perder peso em um período de tempo muito curto, mas se você adicionar ao Pilates aeróbicos e combiná-lo com uma dieta bem equilibrada, então você pode esperar alguns resultados realmente surpreendentes;
  4. O Pilates ajuda a lidar com o desconforto e as dores durante o ciclo menstrual. Pratique alguns dias antes do início do ciclo e até mesmo durante a menstruação (escolhendo os exercícios mais fáceis), e você vai sentir a diferença;
  5. O Pilates vai torna-lo mais flexível. Diversos exercícios de Pilates aumentam a flexibilidade da parte posterior do seu corpo, a área que causa a maioria dos problemas para todos nós, bem como a sua flexibilidade em geral. Sendo mais flexíveis teremos menos lesões, menos dores relacionadas com os músculos tensos e um melhor desempenho em qualquer tipo de atividade física;
  6. Pilates energiza você, mesmo após o dia mais cansativo. Purifica a sua mente enquanto ele exercita o seu corpo. É uma técnica de interação entre mente e corpo que promove a saúde do seu corpo, bem como a saúde da mente e do equilíbrio interior;
  7. O Pilatesaumenta a densidade óssea;
  8. Melhora o equilíbrio e a coordenação motora, bem como patologias relacionadas a falta de equilíbrio, como a labirintite, por exemplo;
  9. Pode melhorar significativamente a qualidade de vida das pessoas idosas;
  10. O Pilates fortalece o seu Core (músculos responsáveis pela sustentação do seu corpo). Os  exercícios de Pilates focam a ativação do Core, ou centro de força, como ponto de partida para todos os movimentos, o que garante abdominais e costas fortes;
  11. Os exercícios de Pilates não isolam cada um dos seus grupos musculares para serem executados, em vez disso exercita o seu corpo como um todo, o que não cria desequilíbrios musculares que são comuns a outros tipos de exercícios;
  12. O Pilates melhora a circulação sanguínea em seu corpo;
  13. O Pilates é ideal para as grávidas, trabalhando muito a musculatura perineal, a postura, o fortalecimento da musculatura das pernas para suportar o aumento do peso, a respiração expandindo e retraindo os costelas, ajudando assim na sua mobilidade para quando aumentar o tamanho da barriga;
  14. Como trabalha a musculatura perineal, o Pilates também é excelente para casos de incontinência urinária;
  15. Excelente exercício para, quem sofre de asma, bronquite, rinite, entre outras, por trabalhar principalmente a respiração;
  16. O Pilates tem se mostrado eficaz no alívio dos sintomas da fibromialgia, artrite e artrose, bem como na recuperação depois do câncer (particularmente o câncer de mama) e outros procedimentos cirúrgicos (principalmente joelho, quadril e cirurgias no pé);

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 107 outros seguidores